Todos conectados em tempo integral? Os negócios ficaram mais vulneráveis. Aumentou a necessidade em implementar uma infraestrutura de TI baseada em cibersegurança e prevenção de desastres. 

O mundo passou por mudanças drásticas. Vimos milhões de empresas migrarem para o regime de trabalho remoto. Isso, sem preparo algum. Vimos a população mudar uma série de hábitos para se adaptar ao chamado ‘’novo normal’’ – a tecnologia nunca esteve tão presente.

Se você ainda não pensou nisso, temos 4 motivos para começar.

Leia o artigo até o final e descubra o que pode estar faltando na sua empresa. 

O que envolve uma infraestrutura de TI?

Pode parecer uma pergunta óbvia. Mas, vale trazer um breve resumo sobre os componentes que não podem faltar em um ambiente virtual. Nas instalações da empresa ou em nuvem são indispensáveis para gerenciar o ambiente virtual: hardware, software e uma rede.

Os hardwares são representados por servidores, datacenters, computadores, switches e dispositivos físicos em geral. Em resumo, são administrados e ganham mais funcionalidades com softwares (aplicações), como servidores web, sistemas operacionais e programas. 

Hardware e software

Hardwares são representados por servidores, datacenters, computadores, switches e dispositivos físicos em geral. São administrados e ganham mais funcionalidades com softwares (aplicações), como servidores web, sistemas operacionais e programas. 

O Firewall, solução de segurança de dados, é um hardware. Next Generation Antivírus e tecnologias como backup automatizado e disaster recovery são softwares que atuam junto a ele para oferecer ainda mais segurança nas atividades de rotina da empresa.

Consegue visualizar a infraestrutura de TI ganhando força?

Existem componentes de última geração que trabalham paralelamente em prol da segurança. Então, pergunte-se onde está o gargalo de parte das empresas.  

O verdadeiro problema de segurança de dados no mundo

As empresas. Segundo um estudo realizado pela consultoria Marsh, 56% das entrevistadas investem menos de 10% do seu orçamento para baixo em segurança de dados.

Malware, ransomware e outras ameaças sempre estiveram à espreita. A frequência de ataques e escândalos que envolvem invasões virtuais aumentaram com a pandemia.

A única garantia para realizar operações mais seguras é ter um investimento frequente na infraestrutura de TI.

Elas estão sempre em evolução.

Motivos para repensar sua infraestrutura de TI

1. Ajuda a otimizar as operações de TI

Toda empresa preza pela praticidade, otimização de processos e organização. A transformação digital está aí para favorecer todos estes pontos, como o Cloud Computing. Por exemplo, migrar para a nuvem permite que usuários de qualquer lugar acessem aplicações e dados da empresa.

Com soluções de segurança como serviço, por exemplo, o seu setor de TI poderá dar uma atenção maior para outras operações e não ficará sobrecarregado. Recursos de inteligência avançada conseguem automatizar uma série de atividades que levam tempo.

2. É um diferencial competitivo no mercado

Pense no seguinte cenário: um investidor está querendo investir na sua empresa, mas houve um escândalo de vazamento de dados envolvendo o seu nome. Ele irá investir em você?

Empresas que estão paradas no tempo também não chamam a atenção de colaboradores e clientes. A cultura de inovação segue como tendência, mas já vem sendo aplicada há anos. Um jovem inteligente, cheio de ideias, vai preferir aplicá-las ou fazer backup ctrl c + ctrl v?

Quem acompanha o ritmo, se destaca.

3. É mais seguro

Segundo pesquisas da Sophos, soluções de segurança estão há gerações atrás quando comparadas à tecnologia das ameaças que estão surgindo. 

Esqueça o antivírus gratuito e um backup manual, sem plano de recuperação em caso de desastres. Certamente, você poderá perder dados estratégicos que foram adquiridos ao longo da vida da sua empresa. Um ransomware pode criptografar um arquivo sigiloso e pedir milhões por ele. 

Ter um ambiente virtual seguro é um investimento.

E caso dados pessoais de clientes ou colaboradores sejam vazados, a LGPD está aí. Por isso, finalizamos este artigo com ela.

4. A infraestrutura de TI reflete na LGPD

Existe o mito de que apenas empresas grandes são alvo de criminosos cibernéticos. Pelo ao contrário, PMEs também precisam ficar atentas com a proteção do ambiente virtual. Sem dúvidas, vivemos em uma era onde dados são a nova moeda e representam poder.

Ter uma base de contatos é fundamental para você prospectar novos clientes. Também, para construir uma relação com eles. Assim, a infraestrutura reflete sim na nova Lei Geral de Proteção de Dados. Seus dados podem ser vazados caso o ambiente não seja seguro. E o que isso quer dizer? Que o cidadão está sendo lesado.

Você pode saber mais sobre a LGPD aqui mesmo no blog da Strema.

Percebe o quanto o setor de TI é importante para a sobrevivência de um negócio atualmente? Sua importância é inegável, mas, agora as coisas serão diferentes. Em resumo, não deixe de investir em uma infraestrutura de TI completa.

A Strema pode te ajudar com algumas dicas. Acesse o nosso Instagram e LinkedIn para saber mais.

Nosso Guia Completo da Segurança de Dados é um bom primeiro passo. Faça o download!